Conteúdo

Transição Capilar: A GRANDE MUDANÇA!

TRANSIÇÃO: ação ou efeito de transitar; estágio intermediário entre uma situação e outra; mudança de uma condição a outra… (Fonte: dicionário Michaelis)

CAPILAR: relativo a cabelo (Fonte: dicionário Michaelis)

TRANSIÇÃO CAPILAR: abandonar as químicas DE VEZ! Dar adeus a alisamento, progressiva, relaxamento, chapinha e deixar o cabelo nascer com a sua textura natural.

Agora que já temos o conceito dessa grande mudança, vamos para o esclarecimento de alguns pontos importantes:

POR QUE ENTRAR EM TRANSIÇÃO?

Porque não se deseja mais utilizar qualquer química no cabelo. Foi o caso da atriz Maísa Silva que, recentemente, divulgou fotos do seu processo de retorno ao cabelo natural.

QUANTO TEMPO DEMORA?

Levando-se em consideração que a média de crescimento do fio de cabelo é de 1cm ao mês, para ver o cabelo todo ao natural de novo, vai levar mais de um ano, pelo menos!

O QUE FAZER DURANTE A TRANSIÇÃO CAPILAR?

1) Ter muita paciência! Porque força de vontade a pessoa já tem! Só de ela decidir que não quer mais continuar com as químicas, já é um grande passo. A parte difícil será conviver com parte do cabelo lisa e parte cacheada. Há quem prefira raspar o cabelo e começar do zero. E tem também quem opte por ir cortando as pontas mensalmente até sair toda a química. A atriz Erika Januza escolheu a primeira opção.

2) Hidratar bastante o cabelo. O cabelo passou por várias agressões e o que ele precisa agora, mais do que nunca, é de tratamento e cuidados! Inclua na sua rotina o Cronograma Capilar. Manter o cabelo bem cuidado vai ajudar a fortalecer os fios para que ele cresça saudável. A Essência Brasileira te ajuda nisso aí, olha: CACHOS LINDOS!

3) Aceitar os novos fios. Como a textura do cabelo vai mudar, pode acontecer de você não se reconhecer no espelho e ter dificuldade em aceitar o novo visual. Não caia nessa armadilha da rebeldia…rssss… aguenta firme porque vai valer a pena!

Ah, e o scrub hair (o cabelo que nasce logo após o fim dos processos químicos) não é o que ficará assim quando terminar a transição, tá?! Enquanto esse cabelo é mais áspero, frágil e sem definição, o cabelo natural voltará a nascer com a forma e textura originais de cada pessoa.

O QUE NÃO FAZER DURANTE A TRANSIÇÃO CAPILAR?

1) Usar chapinha. Muitas meninas não aguentam conviver com as duas texturas (lisa e cacheada) durante a transição e acabam usando chapinha. Acontece que essa prática fragilizará ainda mais o fio.

2) Se importar com opiniões contrárias. Tenha sempre em mente que quem tem que gostar e estar bem com a sua imagem É VOCÊ MESMA!

3) Perder o foco. Tenha sempre em mente o seu objetivo final: um cabelo natural e mais saudável.

ALÉM DA TRANSIÇÃO CAPILAR

Além de externa, a mudança é interna também. O novo visual revela um processo de autoaceitação, de volta às raízes, de libertação de padrões! Ao final da transição, você estará com cabelo e alma renovados!

E então? Preparada para a sua GRANDE MUDANÇA?

Beijos e até o nosso próximo encontro!

Fonte imagens: Google e Pinterest.

author-avatar

Sobre Ana Santo

Ana é jornalista, advogada, mineira de BH e apaixonada por cuidados com o cabelo, cosméticos, moda, maquiagem, bolsa, sapato e tudo o que faz parte do universo feminino. Além de colaborar no Blog da Essência Brasileira, Ana também tem um Blog, o Blog da Ana.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *